UCI revê algumas das regras introduzidas no passado 1 de Abril

UCI revê algumas das regras introduzidas no passado 1 de Abril

Em comunicado de imprensa de hoje, a UCI informa que numa reunião por videoconferência, o Conselho do Ciclismo Profissional (PCC) examinou e reformulou algumas das novas regras introduzidas em 2021 – dia 1 de abril na sua maioria – para reforçar a segurança do ciclista durante as corridas de estrada masculinas e femininas.

Focaram-se principalmente na questão dos bidons e resíduos, e nas sanções associadas a estes gestos fora das zonas apropriadas, que eram desclassificação do atleta infrator.

Os representantes da UNIO (associação das equipas femininas) e da CPA Feminina (associação representativa das ciclistas) foram convidados a participar nas reuniões do PCC, órgão competente para o UCI WorldTour, que é composto por representantes dos ciclistas (CPA), organizadores de equipas (AIGCP) (AIOCC) e da Union Cycliste Internationale (UCI).

Passamos alguns excertos do comunicado da UCI as regras:

” À luz da experiência adquirida nas competições desde 1 de abril, os membros do PCC e as representantes do ciclismo feminino reafirmaram o seu apoio ao plano de segurança aprovado pela Comissão de Gestão da UCI a 4 de fevereiro, nomeadamente às medidas relativas ao descarte de garrafas e resíduos. No entanto, manifestaram-se a favor de um ajuste das sanções vinculadas às novas regras.

É proibido jogar garrafas e resíduos fora das zonas dedicadas e fornecidas pelo organizador para esse fim. No entanto, os ciclistas têm a possibilidade de se desfazerem das suas garrafas e resíduos, entregando-as aos auxiliares das equipas posicionados na berma da estrada, responsáveis ​​pela alimentação, e aos veículos das equipas e organizadores.

Atirar garrafas para o público, em particular, é um perigo comprovado tanto para os ciclistas quanto para o público: em várias ocasiões, as quedas foram causadas ​​por garrafas atiradas para os espectadores e voltando para a estrada, e os espectadores foram feridos por garrafas atiradas por ciclistas para o público.

Além disso, a UCI pretende evitar que os fãs, nomeadamente as crianças, tentem aproximar-se dos ciclistas durante as corridas, para evitar acidentes com consequências potencialmente dramáticas (colisão com ciclistas ou veículos na caravana da corrida, por exemplo).

Atirar garrafas e resíduos fora de zonas dedicadas para esta finalidade, agora será sancionado da seguinte forma:

  • Numa corrida de um dia, a primeira infração será punida com uma multa e uma dedução de pontos UCI (respetivamente 100 a 500 francos suíços e 5 a 25 pontos dependendo da classe do evento), enquanto uma segunda infração resultará na desclassificação do ciclistas infrator. Anteriormente, o regulamento previa multa, dedução de pontos UCI e desclassificação imediata da primeira infração.
  • Nas corridas por etapas, a primeira infração será punida com multa e dedução de pontos UCI (respetivamente 100 a 500 francos suíços e 5 a 25 pontos dependendo da classe do evento). A segunda infração resultará em penalização de tempo (1 minuto) e a terceira em desclassificação. Anteriormente, o regulamento estipulava multa, dedução de pontos UCI e penalização de 30 segundos para a primeira infração, penalização de 2 minutos para a segunda infração e desclassificação para a terceira.

A UCI monitorará de perto o respeito das regras revisadas. Após a avaliação deste ano, poderia adaptar as sanções se os ciclistas e equipas violarem repetidamente a regra que penalize o lançamento de garrafas e resíduos fora das zonas dedicadas ao lixo.

Todas as partes interessadas aprovaram estas novas medidas, considerando que permitem tanto a melhoria da segurança do ciclista como o reforço da responsabilidade ambiental do ciclista.

As medidas que foram discutidas durante o PCC poderão entrar em vigor – muito provavelmente no sábado, 17 de abril – somente após a aprovação formal do Comitê de Gestão da UCI.

A UCI esclarece que as multas cobradas por lixo serão alocadas à Estratégia Ambiental da UCI. Um assunto de discussão durante a reunião do Comitê de Gestão em fevereiro de 2021, esta estratégia será formalizada durante o Comitê de Gestão da UCI em setembro de 2021. ” Fim de comunicado.

O presidente da UCI, David Lappartient, declarou:

“A implementação de medidas em 2021 com o objetivo de reforçar a segurança do ciclista é objeto de uma avaliação cuidadosa, e a UCI tem feito as suas consultas com todos os envolvidos. Na sequência destas numerosas trocas com as diferentes partes interessadas, foi considerado adequado adaptar as sanções às novas regras relativas à eliminação de garrafas e resíduos fora das zonas dedicadas ao lixo. A UCI tem o prazer de encontrar uma solução aceitável para todas as partes, que mantém o essencial: a segurança dos ciclistas e do público e a responsabilidade ambiental do ciclista. ”

David Lappartient

Após alguma polémica em redor deste assunto, a UCI mostra que pode aperfeiçoar as regras envolvendo ciclistas e equipas.

Por: Luís Beltrão

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Tom Dumoulin regressou aos títulos

Tom Dumoulin regressou aos títulos

Campeonatos Nacionais de Estrada 2021 disputam-se esta semana

Campeonatos Nacionais de Estrada 2021 disputam-se esta semana

NOVOS sapatos S-Works EXOS EVO – Leveza Todo-o-Terreno

NOVOS sapatos S-Works EXOS EVO – Leveza Todo-o-Terreno

Ciclismo no EUROSPORT para esta semana

Ciclismo no EUROSPORT para esta semana

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos