Lojas de bicicletas mantêm actividade

Lojas de bicicletas mantêm actividade

Ao ler alguns títulos da imprensa desta semana poderíamos ficar com a impressão que as lojas de bicicletas estariam impedidas de funcionar. Bem pelo contrário, as nossas lojas de bicicletas mantêm actividade.

Os comerciantes estão a adaptar-se ás novas regras do jogo, em que a venda on-line e entrega ao domicílio passaram a ser a norma.

Há duas semanas dávamos conta num artigo de opinião da omissão das lojas e oficinas de bicicletas da lista de estabelecimentos a manter em funcionamento.

Em menos de uma semana, graças à “pressão positiva” de entidades como a Abimota e a Mubi o executivo corrigiu e bem, essa posição ao alargar a permissão de funcionamento ás oficinas de bicicletas.

Agora, com a renovação das medidas impostas durante a segunda quinzena de estado de emergência, o Governo vem reforçar as normas de contenção aplicadas, clarificando que quer as oficinas abertas mas as lojas a funcionar de portas fechadas. Parece um contra-senso?

Publicidade – Saiba mais aqui

Ler o diário da República não é certamente para todos. Mais uma vez, a forma como a legislação é escrita pode, e certamente levará os mais distraídos, a ler exactamente contrário do “espírito da lei”.

Do decreto lei que regulamenta a prorrogação do estado de emergência decretado pelo Presidente da República, destacaríamos este excerto:

Artigo 10.º

Suspensão de atividades no âmbito do comércio a retalho

1 – São suspensas as atividades de comércio a retalho, com exceção daquelas que disponibilizem bens de primeira necessidade ou outros bens considerados essenciais na presente conjuntura, as quais se encontram elencadas no anexo II ao presente decreto e que dele faz parte integrante.

2 – A suspensão determinada nos termos do número anterior não se aplica aos estabelecimentos de comércio por grosso nem aos estabelecimentos que pretendam manter a respetiva atividade exclusivamente para efeitos de entrega ao domicílio ou disponibilização dos bens à porta do estabelecimento ou ao postigo, estando neste caso interdito o acesso ao interior do estabelecimento pelo público. (Artigo 10 do Decreto nº 2-B/2020, de 2 de Abril)

De seguida, saiu o despacho que regulamenta o exercício de comércio por grosso e a retalho de distribuição alimentar e determina a suspensão das actividades de comércio de velocípedes, veículos automóveis e motociclos, tractores e máquinas agrícolas, navios e embarcações. Destacaríamos:

5 – A suspensão das atividades de comércio de velocípedes, veículos automóveis e motociclos, tratores e máquinas agrícolas, navios e embarcações, sem prejuízo do previsto no n.º 2 do artigo 10.º do Decreto n.º 2-B/2020, de 2 de abril. (Nº5 do despacho nº 4148/2020 de 5 de Abril)

Na prática, isto significa que as lojas podem continuar a vender, desde que seja à porta ou por entrega ao domicílio.

Ou seja, nada muda para a maioria das lojas, já que esta era a estratégia seguida pelas mesmas em funcionamento na passada semana, a julgar pelas publicações nas redes sociais e vários contactos que encetámos.

Em linha com a nossa opinião de há duas semanas, parece-nos que as lojas de bicicletas são neste momento o exemplo de adaptação e resiliência da nossa economia, flexibilizando-se aos tempos ao mesmo tempo que seguem em linha com as medidas de segurança exigidas pelo Governo, de forma a manter as suas economias activas.

Não sabemos se vai mesmo mesmo correr tudo bem, mas as lojas portuguesas estão a mostrar como se faz e a trabalhar por isso.

De resto, queres ajudar a manter a tua loja habitual? Não deixes de a apoiar.

Subscreve a nossa newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do MARRETAMAN.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

NOVOS sapatos S-Works EXOS EVO – Leveza Todo-o-Terreno

NOVOS sapatos S-Works EXOS EVO – Leveza Todo-o-Terreno

Ciclismo no EUROSPORT para esta semana

Ciclismo no EUROSPORT para esta semana

Os ciclistas portugueses escolhidos para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Os ciclistas portugueses escolhidos para os Jogos Olímpicos de Tóquio

Tom Pidcock partiu clavícula num treino

Tom Pidcock partiu clavícula num treino

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos