Giro de Itália 2021 – Guia completo da corrida e antevisão

Giro de Itália 2021 – Guia completo da corrida e antevisão

Giro de Itália 2021, a corrida italiana é considerada por muitos, a mais bela e a mais dura das 3 grandes voltas, nesta edição mais uma vez entre subidas icónicas, com estradas de terra batida e o sonho olímpico presente.

Maio é o mês do Giro! Entre os dias 8 e 30 realiza-se a 104.ª edição da Volta a Itália, durante três semanas, os fãs de ciclismo vão poder seguir o pelotão do Giro no Eurosport ao longo de 3.479,9 quilómetros repletos de emoção e belíssimas paisagens.

Depois de brilhar na edição do ano passado, João Almeida está de regresso a Itália mais ambicioso que nunca e vai tentar vestir de novo a ‘Maglia Rosa’. Ruben Guerreiro já não é uma promessa, é uma confirmação e tem certamente a ambição de conseguir algumas vitórias de etapa, com a classificação da montanha também na mira.

Quem será o melhor no final? Quem vestirá a camisola rosa? Quem irá erguer o troféu infinito em Milão e entrar para a história?

No Topcycling.pt (TC), tivemos a oportunidade de colocar perguntas diretamente a alguns especialistas Eurosport internacionais e ter a sua opinião sobre esta edição do Giro de Itália.

Ralf Aldag respondeu a algumas perguntas nossas e Jens Voight também deixou a sua opinião.

Sobre os favoritos em 2021:

VOIGT: Eu vejo as coisas assim: Todos os trepadores devem calcular perder dois minutos em pouco menos de 40 quilómetros de contra-relógio: Buchmann, Yates, McCarthy – todos eles têm que arranjar forma de conseguir esse tempo em algum lugar e de alguma forma antes.

TopCycling: Acredita que os ciclistas portugueses, João Almeida e Ruben Guerreiro, depois do sucesso em 2020 serão capazes de repetir esse sucesso em 2021?

Ralf Aldag respondeu: Almeida vai apoiar Evenepoel, que estará o melhor que puder do seu nível depois de tanto tempo de lesão. João Almeida pode tirar a pressão de Evenepoel. Isto é uma situação como na Ineos, onde Bernal tem Sivakov como backup e Evenepoel tem Almeida e Masnada. Em ambos casos, eles também podem trocar de funções.

Sobre as surpresas para o Giro:

VOIGT: Minhas duas dicas importantes de surpresa: Daniel Martin deve ser considerado para as muitas montanhas. Também tenho confiança de que ele conseguirá terminar no pódio. Também penso em Fausto Masnada – que acabou de terminar em terceiro no Tour de Romandie. Para mim, ele é o desconhecido que poderia discretamente e surpreender alguns favoritos.

Vincenzo Nibali:

ALDAG: Todos nós o conhecemos, a sua habilidades tática, a sua inteligência e sua
experiência. A meu ver, ele não é um dos favoritos para ganhar o Giro, mas de certeza que nos vai entreter.
E se ele vir a sua oportunidade, mesmo o facto de ter tido uma queda recentemente não o prejudicará, mas ele vai perder algum tempo nas etapas de montanha difíceis.

Egan Bernal e INEOS:

VOIGT: A equipa Ineos tem um problema de luxo, tem quase mais lideres que gregários. Mas Geraint
Thomas já mostrou que não há nada de errado em ter dois líderes para começar.

Com Bernal tudo é possível: ou pode vencer o Giro de forma brilhante – ou desistir mais cedo. Começar um Giro montanhoso com Bernal, depois de trabalhar por tanto tempo é uma decisão corajosa.

As equipas:

Ineos Grenadiers

Bicicleta: Pinarello
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

BERNAL Egan
GANNA Filippo
SIVAKOV Pavel
MARTÍNEZ Daniel
PUCCIO Salvatore
NARVÁEZ Jhonatan
MOSCON Gianni
CASTROVIEJO Jonathan

Ag2r Citroën Team

Bicicleta: BMC
Transmissão: Campagnolo
Rodas: Campagnolo

Ciclistas

BOUCHARD Geoffrey
NAESEN Lawrence
WARBASSE Larry
GOUGEARD Alexis
BIDARD François
CHAMPOUSSIN Clément
GALLOPIN Tony
VENDRAME Andrea

Bahrain-Victorious

Bicicleta: Merida
Transmissão: Shimano
Rodas: Vision

Ciclistas

LANDA Mikel
BILBAO Pello
MOHORIČ Matej
CARUSO Damiano
ARASHIRO Yukiya
MÄDER Gino
TRATNIK Jan
VALLS Rafael

Bardiani-CSF-Faizanè

Bicicleta: Cipollini
Transmissão: SRAM
Rodas: Vision

Ciclistas

VISCONTI Giovanni
BATTAGLIN Enrico
CARBONI Giovanni
FIORELLI Filippo
TONELI Alessandro
GABBURU Davide
ZOCCARATO Samuele
MARENGO Umberto

Bora-Hansgrohe

Bicicleta: Specialized
Transmissão: Shimano
Rodas: Roval

Ciclistas

SAGAN Peter
BUCHMANN Emanuel
GROßSCHARTNER Felix
FABBRO Matteo
ALEOTTI Giovanni
BODNAR Maciej
BENEDETTI Cesare
OSS Daniel

Intermarché-Wanty Gobert Matériaux

Bicicleta: Cube
Transmissão: Shimano
Rodas: Newmen

Ciclistas

HIRT Jan
HERMANS Quinten
PASQUALON Andrea
TAARAMÄE Rein
MINALI Riccardo
PETILLI Simone
KREDER Wesley
VAN DER HOORN Taco

Cofidis, Solutions Crédits

Bicicleta: De Rosa
Transmissão: Campagnolo
Rodas: Fulcrum

Ciclistas

VIVIANI Elia
CONSONNI Simone
EDET Nicolas
VIVIANI Attilio
ROCHAS Rémy
SABATINI Fabio
BERHANE Natnael
LAFAY Victor

Deceuninck – Quick-Step

Bicicleta: Specialized
Transmissão: Shimano
Rodas: Roval

Ciclistas

ALMEIDA João
EVENEPOEL Remco
KNOX James
KEISSE Iljo
MASNADA Fausto
HONORÉ Mikkel
SERRY Pieter
CAVAGNA Rémi

EF Education-Nippo

Bicicleta: Cannondale
Transmissão: Shimano
Rodas: Vision

Ciclistas

CARTHY Hugh
BETTIOL Alberto
CAICEDO Jonathan
GUERREIRO Ruben
BARTA William
VAN GARDEREN Tejay
KEUKELEIRE Jens
CARR Simon

Groupama – FDJ

Bicicleta: Lapierre
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

REICHENBACH Sébastian
MOLARD Rudy
GUGLIELMI Simon
VALTER Attila
DUCHESNE Antoine
SEIGLE Romain
VAN DEN BERG Lars
BADILATTI Matteo

Israel Start-Up Nation

Bicicleta: Factor
Transmissão: Shimano
Rodas: Black inc

Ciclistas

MARTIN Dan
BEVIN Patrick
NEILANDS Krists
CIMOLAI Davide
NIV Guy
DOWSETT Alex
DE MARCHI Alessandro
BRÄNDLE Matthias

Lotto-Soudal

Bicicleta: Ridley
Transmissão: Campagnolo
Rodas: Campagnolo

Ciclistas

EWAN Caleb
DE GENDT Thomas
KLUGE Roger
VANHOUCKE Harm
GOOSSENS Kobe
OLDANI Stefano
DE BUYST Jasper
MARCZYŃSKI Tomasz

Team BikeExchange

Bicicleta: Bianchi
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

YATES Simon
SCHULTZ Nick
NIEVE Mikel
KANGERT Tanel
JUUL-JENSEN Chris
HEPBURN Michael
SCOTSON Callum
MEYER Cameron

Movistar Team

Bicicleta: Canyon
Transmissão: SRAM
Rodas: Zipp

Ciclistas

SOLER Marc
OLIVEIRA Nelson
JORGENSEN Matteo
CATALDO Dario
TORRES Albert
VILLELLA Davide
RUBIO Einer
PEDRERO Antonio

Team Qhubeka-Assos

Bicicleta: BMC
Transmissão: Shimano/Rotor
Rodas: Hunt

Ciclistas

NIZZOLO Giacomo
CAMPENAERTS Victor
LINDEMAN Bert-Jan
SCHMID Mauro
POZZOVIVO Domenico
WIŚNIOWSKI Łukasz
WALSCHEID Max
FRANKINY Kilian

Jumbo-Visma

Bicicleta: Cervélo
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

GROENEWEGEN Dylan
BENNETT George
DEKKER David
BOUWMAN Koen
VAN EMDEN Jos
FOSS Tobias
AFFINI Edoardo
MARTENS Paul

Team DSM

Bicicleta: Scott
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

HINDLEY Jai
BARDET Romain
ROCHE Nicolas
ARNDT Nikias
DENZ Nico
HAMILTON Chris
KANTER Max
STORER Michael

Trek-Segafredo

Bicicleta: Trek
Transmissão: SRAM
Rodas: Bontrager

Ciclistas

NIBALI Vincenzo
CICCONE Giulio
MOLLEMA Bauke
DE KORT Koen
MOSCA Jacopo
MOSCHETTI Matteo
BRAMBILLA Gianluca
GHEBREIGZABHIER Amanuel

UAE Team Emirates

Bicicleta: Colnago
Transmissão: Campagnolo
Rodas: Campagnolo

Ciclistas

GAVIRIA Fernando
FORMOLO Davide
DOMBROWSKI Joe
COVI Alessandro
CONTI Valerio
RICHEZE Max
ULISSI Diego
MOLANO Juan Sebastián

Alpecin-Fenix

Bicicleta: Canyon
Transmissão: Campagnolo
Rodas: Campagnolo

Ciclistas

MERLIER Tim
JANSSENS Jimmy
LEYSEN Senne
RIESEBEEK Oscar
VERVAEKE Louis
VERMEERSCH Gianni
DE BONDT Dries
KRIEGER Alexander

EOLO-Kometa Cycling Team

Bicicleta: Aurum
Transmissão: Rotor
Rodas: Enve

Ciclistas

CHRISTIAN Mark
BELLETTI Manuel
GAVAZZI Francesco
ALBANESE Vincenzo
DINA Márton
FORTUNATO Lorenzo
RAVASI Edward
RIVI Samuele

Androni Giocattoli – Sidermec

Bicicleta: Bottecchia
Transmissão: Shimano
Rodas: Shimano

Ciclistas

CEPEDA Jefferseon Alexander
SEPÚLVEDA Eduardo
PELLAUD Simon
RAVANELLI Simone
TESFATSION Natnael
PONOMAR Adrii
TAGLIANI Filippo
VENCHIARUTTI Nicola

O QUE ESPERAR?

Dez anos depois, o Giro d’Itália volta a sair de Turim e logo no 160.º aniversário do ‘Risorgimento’ – a Unificação Italiana. Um contrarrelógio nas ruas da cidade dá depois lugar a um ciclo de três etapas na região de Piemonte, no norte do país, mais favorável aos ‘sprinters’. Apesar de não apresentar grandes obstáculos, a primeira fase do Giro será muito dura, uma vez que os ciclistas terão o seu primeiro dia de descanso apenas 10 dias após o arranque da prova, a 18 de maio. 

As etapas chave

A 4.ª etapa, entre Piacenza e Sestola marca a primeira chegada em alto e também a 6.ª etapa, com um desnível de 3.400m entre Grotte di Frasassi e Ascoli Piceno, com duas categorias de montanha e chegada a 1.090 metros de altitude, o que se apresenta como uma oportunidade para os ‘trepadores’ brilharem. 

Após o primeiro dia de descanso, o pelotão volta em força com uma etapa exigente e de alto nível, com partida em Perugia rumo a Montalcino, no centro de Itália. Pelo caminho, os ciclistas vão encontrar cerca de 35 quilómetros de ‘sterrato’, as famosas estradas de terra batida branca, símbolo da ‘Strade Bianche’.

A segunda semana do Giro ficará marcada por etapas que homenageiam figuras históricas do desporto e da cultura de Itália. A 12.ª etapa, entre Siena e Bagno di Romagna, será dedicada aos lendários ciclistas nacionais Gino Bartali e a Alfredo Martini. A seguinte, entre Ravena e Verona, será dedicada ao poeta Dante Alighieri, na edição em que se assinalam os 700 anos sobre a sua morte. 

As subidas históricas do Giro reservam boas surpresas. O Giro apresenta sete etapas de montanha e seis chegadas em alto e um total de 47.000 metros a subir.

A 22 de maio é dia de Zoncolon, com os seus 1.730 metros de altitude. Já no dia 24, o pelotão parte de Sacile rumo a Cortina d’Ampezzo, passando pelo Passo de Fedaia (2.057m), pelo pelo mítico Passo Pordoi, o ‘Cima Coppi’ ou o ponto mais alto desta edição, situado a 2.239 metros de altitude, e ainda pelo Passo Giau (2.233m). É uma meta com enorme peso simbólico já que acontece na cidade que dentro de cinco anos acolhe junto com Milão, mais uma edição dos Jogos Olímpicos de Inverno.

A etapa ‘Rainha’ do Giro 2021, a 19.ª, acontece a 28 de maio e liga Abbiate Graso a Alpe di Mera, uma chegada em alto com um desnível de 3700 metros e subidas extremamente exigentes como Mottarone e Colma di Varallo. 

Segue-se a 20.ª e penúltima tirada do Giro entre Verbania e Alpe Motta que inclui passagens pelo Passo San Bernardino e Passo del Spulga, com um desnível de 4.700 metros. É muito provável que o novo campeão do Giro seja decidido na montanha.

A 1.ª Grande Volta da temporada encerra a 30 de maio com um contrarrelógio individual com partida em Senago e meta situada na Praça do Duomo, em pleno centro de Milão. A ‘Maglia Rosa’ espera um novo conquistador. No ano passado, o triunfo coube ao britânico Tao Geoghengan Hart (Ineos), mas foi João Almeida que rolou durante 15 dias com a camisola rosa, mobilizando um país como nunca. Rúben Guerreiro foi o ‘Rei’ da Montanha e volta em 2021 para defender a camisola. 

PRESENÇAS E AUSÊNCIAS

Portugueses

A dupla portuguesa que brilhou no Giro do ano passado está de regresso às estradas italianas. João Almeida (Deceuninck – Quick Step) e Rúben Guerreiro (EF Education – Nippo) competem nesta edição com uma responsabilidade diferente e com o apoio de 10 milhões de portugueses que vibraram com as suas prestações. A comitiva lusa conta ainda com Nélson Oliveira (Movistar) e Rui Oliveira (UAE Team Emirates) na lista de pré-inscritos. 

Nelson Oliveira

As estrelas internacionais

Simon Yates, Peter Sagan, Egan Bernal, Vicenzo Nibali, Aleksandr Vlasov, Mikel Landa, Pello Bilbao, Diego Ulissi, Bauke Mollema, Caleb Ewan, Dan Martin, Remco Evenepoel, Elia Viviani, Ferando Gaviria, Andre Greiple, ou Giane Moscon têm o seu nome da lista de pré-inscritos para o Giro 2021. 

O britânico Tao Geoghengan Hart é o grande ausente. O vencedor do Giro 2020 não vai participar na prova italiana, preferindo estrear-se na Volta a França que arranca em julho. O mesmo acontece aos eslovenos Tadej Pogacar e Primoz Roglic. 

Eurosport

O Eurosport vai acompanhar tudo o que acontece nesta 1.ª ‘Grande Volta’ da temporada com uma cobertura sem rival com mais de 100 horas de transmissão em direto. Um ‘Amore Infinito’ para ver com os comentários de Luís Piçarra, Paulo Martins, Olivier Bonamici e José Azevedo. 

Subscreve a newsletter semanal para receberes todas as notícias e conteúdo original do TopCycling.pt. Segue-nos nas várias redes sociais Youtube , Instagram , Twitter , e Facebook.

Noticias relacionadas

Colnago V3Rs Tdf, a primeira bicicleta oficial do Tour de France

Colnago V3Rs Tdf, a primeira bicicleta oficial do Tour de France

Giro de Itália – Resumo final

Giro de Itália – Resumo final

NOVA Canyon Speedmax CFR TT disc para  contrarrelógio

NOVA Canyon Speedmax CFR TT disc para contrarrelógio

Giro de Itália – Resumo etapa 18

Giro de Itália – Resumo etapa 18

No Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Subscreva a Newsletter

* Preenchimento necesssário

Escolha a newslwtter que pretende receber:

Categorias de Artigos